21
Oct
08

Sociedade Linux

Andrew Lahde é um conhecido gestor de activos que decidiu mudar de vida e escreveu uma carta de despedida com uma curiosa referência ao Linux:

George Soros, a man of staggering wealth, has stated that he would like to be remembered as a philosopher. My suggestion is that this great man start and sponsor a forum for great minds to come together to create a new system of government that truly represents the common man's interest, while at the same time creating rewards great enough to attract the best and brightest minds to serve in government roles without having to rely on corruption to further their interests or lifestyles. This forum could be similar to the one used to create the operating system, Linux, which competes with Microsoft's near monopoly. I believe there is an answer, but for now the system is clearly broken.

Toda a carta é muito fixe (sugestão: ler com a banda sonora do trainspoting).

Voltando ao Linux, mais concretamente ao software livre. Esta comunidade tem na minha opinião uma característica curiosa. Entusiasma do ponto de vista ideológico tanto a socialistas como a ultra-liberais.

Um dos factores distintivos do software open-source é a licença liberal. Qualquer utilizador pode modificar e distribuir cópias do software, o que, em certo sentido faz com que este seja um produto de todos. Esta ideia de propriedade colectiva sobre a qual qualquer um pode criar valor com o seu trabalho vai de encontro à utopia socialista.

Por outro lado, o open-source também é um bom exemplo de ultra-liberalismo. É um espaço que funciona praticamente sem regulação. Não existem dirigentes eleitos. Existem empreendedores. Não existe um único projecto. Existem muitos projectos em competição directa. Não existem votações abertas a todos. A liderança e as decisões têm por base uma forte cultura do mérito individual. E quem não concorda tem a oportunidade de sair, criar um novo projecto e mostrar que consegue fazer melhor.

Por isso, agora que se fala num novo modelo de sistema financeiro, acho interessante esta referência ao exemplo do Linux. De facto, talvez seja uma boa inspiração para encontrar um caminho diferente.




0 Responses to “Sociedade Linux”


Comments closed for this old post